Presidente do PT e filha são hostilizadas na saída de hotel no Rio

Metro1

Foto : Lula Marques/Agência PT

A presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), sua filha de 14 anos e o ex-senador Lindbergh Farias foram hostilizados no sábado (29) ao sair de um hotel no Rio de Janeiro. No momento em que eles deixavam o lugar, um grupo de pessoas começou a mandá-los para Cuba.

No vídeo que circulou nas redes sociais, Gleisi aparece com uma mala na saída do hotel, quando um homem, que não aparece na gravação, grita “vai para Cuba”. A presidente do Partido dos Trabalhadores, então, manda o homem para o inferno.

Por meio do Facebook, Gleisi comentou o episódio afirmando que “violência e insulto não são argumentos”. “Já conhecemos este tipo de comportamento que é padrão dos seguidores da extrema direita. Não aceito insulto desse pessoal que tem na violência seu principal argumento”, escreveu. Ela ainda afirmou que o episódio foi previamente planejado, e que vai tomar medidas judiciais contra os agressores.

Veja o vídeo:

X