Moro rebate Ciro após ser chamado de ‘capanga’ de Bolsonaro

Bahia.ba

Foto: ABr

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, reagiu nesta segunda-feira (2) a um ataque do ex-candidato à presidência Ciro Gomes (PDT), que o chamou de “capanga” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao criticá-los diante da crise decorrente do motim de policiais militares no Ceará. O movimento foi encerrado no domingo (2), após 13 dias.

“Aprende, Bolsonaro e seu capanga Moro: no Ceará está o seu pior pesadelo! Generais, aqui manda a Lei!”, escreveu Ciro no Twitter durante a madrugada.

Pela manhã, Sergio Moro usou a mesma rede social para rebater o ex-ministro. “A crise no Ceará só foi resolvida pela ação do Governo Federal, Forças Armadas e Força Nacional que protegeram a população e garantiram a segurança. Explorar politicamente o episódio, ofender policiais ou atacá-los fisicamente só atrapalharam. Apesar dos Gomes, a crise foi resolvida”, publicou o ministro.

“Aliás, em janeiro de 2019, o Governo Federal, desta vez pela Força Nacional, força de intervenção penitenciária, PF e PRF, já havia atuado no Estado do Ceará para, junto com as forças locais, debelar os atentados dos grupos criminosos organizados. O Governo Federal não falta ao Ceará”, completou.

Bolsonaro parabeniza Moro

Ao parabenizar Sergio Moro pela resposta, Jair Bolsonaro ironizou a fala de Ciro ao dizer que ambos não são “psiquiatras”.

X