Goleiro Bruno volta a falar de crime: ‘Bola não matou Eliza’

Do Bahia.ba

Foto: Reprodução / Record

O goleiro Bruno negou novamente envolvimento na morte de sua ex-namorada e mãe de seu filho, Eliza Samudio. Bruno afirmou ainda que, o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, não a matou. Eliza desapareceu em 2010, o corpo dela nunca foi encontrado.

Pelo assassinato, Bola foi condenado a 22 anos de prisão. Já Bruno pegou 20 anos e nove meses de prisão como mandante do crime.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Até que me provem o contrário, para mim, o Bola é inocente. Nesse caso, ele é. Quero avaliar a prova que liga o Bola a esse assunto. Não tem. Foi muito mais naquela época lá, que tinha que condenar, quando o Macarrão falou no júri que o ‘Bruno agora é o mandante, agora fecha. O Bola é o executor”, contou Bruno em entrevista ao jornal O Tempo.

O goleiro declarou ainda que aguarda até hoje que Macarrão conte o que sabe sobre o caso. “Acho que ele deve isso para a sociedade. Se ele foi a última pessoa a estar com a Eliza, por que ele não fala onde ela está então? Fala o que aconteceu realmente com ela. Não o que ele falou lá no júri, porque o júri é mentira”, afirmou.

X