Menina de 13 anos grita para guarda, e pai é preso em flagrante por estupro

Aratu On / Redação

Imagem: Divulgação/GM

Um caminhoneiro de 49 anos foi detido na noite do último sábado (11/1), acusado de abusar sexualmente da filha de 13 anos, em Paulínia, São Paulo. De acordo com a Guarda Municipal, que atendeu a ocorrência, o chamado foi feito pela mãe da garota, que é separada do pai.

Ela disse que a filha mandou uma mensagem no celular dela e do padrasto dizendo que estava trancada no banheiro e precisava de ajuda. Quando os guardas chegaram à casa do homem, ele saiu ao portão e disse que a garota estava tomando banho. A adolescente ouviu a conversa e começou a gritar, revelando que ele havia passado a mão em seus órgãos genitais.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Ele estava sozinho na casa com ela, quando começou a assistir a vídeos pornográficos pelo celular e questionou se a filha já havia tido alguma relação sexual. Foi quando passou a tocou”, explicou Alexandre Mendes, comandante da guarda.

O homem acabou confessando o crime e foi levado à delegacia da cidade. Ele foi preso em flagrante por estupro de vulnerável e satisfação de lascívia (desejo sexual) mediante presença de criança e adolescente. O pai passará por audiência de custódia.