Vigilante foi esquartejado por ex-namorada que não aceitava fim da relação, diz polícia

Via iBahia

Foto: TV Globo/Reprodução

O vigilante Marcos Aurélio Rodrigues de Almeida, de 32 anos, foi morto e esquartejado após sair do trabalho, no Setor de Indústrias Gráficas (SIG), no Distrito Federal. De acordo com informações da Polícia Civil ao G1 DF, os policiais encontraram partes do corpo de Marcos dentro de um bueiro, em Samambaia, depois de receberem uma denúncia anônima, na segunda-feira (11).

A principal suspeita do crime é a ex-namorada de Marcos Aurélio. Segundo a Polícia Civil, ela não aceitava o fim da relação. No sábado (9), a vítima passou na casa da suspeita após sair do trabalho, onde foi alvo de uma emboscada armada por ela com a ajuda do comparsa.Os dois foram presos na última quarta-feira (13).

A Justiça do DF decretou a prisão temporária dos suspeitos por prazo de 30 dias. Conforme o G1 DF, o caso é investigado pela 32ª Delegacia de Polícia, em Samambaia. O delegado responsável pelo caso explicou que ainda falta a realização de diligências finais para a conclusão do inquérito.

Segundo a Polícia Civil, a vítima foi esfaqueada e esquartejada. Os braços e pernas dele foram encontrados na segunda (11). Na madrugada desta quarta (13), uma das coxas da vítima foi encontrada. Os pedaços do corpo estavam em lugares diferentes. A polícia ainda procura pela cabeça da vítima.

Foto: reprodução/iBahia