Sem paciência: presidente do Bahia chama árbitros de ‘mer**’, detona VAR e cobra CBF

Do Aratu On

Crédito: Mauro Akin Nassor/CORREIO

A derrota por 1 a 0 para o Santos, na noite desta última quinta-feira (31/10), rendeu não só o terceiro insucesso consecutivo do Bahia na Série A do Campeonato Brasileiro, mas, também, a revolta do presidente Guilherme Bellintani. Após a partida, o dirigente questionou a atuação do árbitro Wagner do Nascimento Magalhães e, principalmente, a anulação do gol de Juninho aos 36 minutos do segundo tempo. O VAR revisou o lance, e o árbitro anulou o gol – que seria o empate do Bahia -, por impedimento do lateral esquerdo Moisés.

“A gente fez um péssimo jogo, isso é inquestionável. Mas é muito simples: o juiz e o arbitro de vídeo, desde o começo, já estava determinado quem ele queria que ganhasse o jogo. Muito claro. Desde o cartão do jogo, com cartões, faltas, várias coisas. O jogador do Santos fez falta, e ele [o árbitro] foi verificar se ele tinha amarelo ou não. A bola já tinha saído do pé de Marco Antônio”, avaliou Bellintani.

O gestor tricolor ainda acrescentou:

“Ficam uns merdinhas na p*** da cabine do VAR decidindo que horas a bola sai do pé do atacante para ver se marca impedimento ou não. Ali ele decide se vai botar um milímetro na frente ou não. Veja o lance que o VAR usou para marcar impedimento. A bola tinha saído do pé de Marco Antônio. Uns merdas vêm decidir quem ganha o jogo. A CBF vai ter que responder, porque, na hora de pedir apoio do Bahia, pede. Numa hora dessa, faz um escândalo desse. Qualquer um que entra no campeonato para abalar o sistema, a CBF faz isso. Esses merdas têm que provar que a bola, quando saiu do pé e a hora que paralisou a merda da jogada. Vão ficar jogando videogame e determinando quem ganha e quem não ganha. É só olhar a hora em que a bola sai do pé de Marco Antônio. Não tem mais mesma linha. Não existe mais. Acabou. Coloca quem vai ganhar, bota videogame para manipular o VAR e suspende o campeonato”, disse.

Com o resultado, o Bahia estacionou na nona colocação. O próximo adversário será o Cruzeiro. Os times se enfrentam no domingo (3/11), às 19h, em Belo Horizonte.