Caso Flordelis: Justiça começa a ouvir testemunhas envolvidas

Metro1

As testemunhas envolvidas no processo do assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da deputada federal Flordelis (PSD-RJ), começam a ser ouvidas hoje (31) pela juíza Nearis dos Santos Carvalho Arce, da 3ª Vara Criminal de Niterói, segundo o jornal O Dia.

Na primeira fase das oitivas, as testemunhas de acusação vão prestar depoimento. Uma das primeiras a serem ouvidas é a delegada Bárbara Lomba, responsável por conduzir as investigações. Daniel dos Santos de Souza e o vereador Wagner de Andrade Pimenta, conhecido como Misael da Flordelis, que são filhos da parlamentar, também serão ouvidos nesta fase. Misael afirma que a mãe é a mentora do assassinato. No total, serão ouvidas 16 testemunhas de acusação.

A Justiça ainda não divulgou a data na qual as testemunhas de defesa serão ouvidas. A deputada Flordelis irá prestar depoimento de Brasília.

Os filhos da parlamentar que são réus do caso, Flávio dos Santos e Lucas Cézar dos Santos, irão acompanhar todo o processo e serão os últimos a serem ouvidos. Ambos foram indiciados por homicídio duplamente qualificado (por motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima), e podem ir a júri popular.