Olavo de Carvalho diz que ida de Eduardo Bolsonaro para embaixada é ‘retrocesso’

BN

Foto: reprodução/Youtube

O escritor Olavo de Carvalho afirmou que a indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a embaixada do Brasil em Washington seria um “retrocesso” e representaria “a destruição da carreira” do parlamentar. Olavo disse que se pronunciou, pois diversas pessoas ligaram para ele para saber o que achou da possível indicação de Eduardo Bolsonaro.

Para Olavo, Eduardo Bolsonaro deveria se dedicar a investigação em uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Foro de São Paulo – organização que reúne partidos de esquerda na América Latina. “Essa CPI arrisca ser o acontecimento mais importante da nossa história parlamentar”, disse o escritor.

“Você não pode começar uma coisa desse valor e importância, para depois assumir um posto diplomático em que você não vai poder nem falar do assunto. O diplomata tem lá as suas obrigações regulamentares e não vai poder nem ficar falando do Foro de São Paulo. Isso seria um retrocesso, seria a destruição da carreira do Eduardo Bolsonaro”, defendeu Olavo, que vive no estado da Virgínia, nos Estados Unidos. Apesar da crítica, o escritor disse que está com a família Bolsonaro “até a morte”.