Banner IPTU Junho / São João

Frota fecha acordo e pagará R$ 25 mil a juiz que acusou de julgar “com a bunda”

fonte: iG

Reprodução/Wikipedia

O deputado federal Alexandre Frota firmou um acordo nesta segunda-feira e terá de pagar R$ 25 mil ao juiz Luís Eduardo Scarabelli por dizer o magistrado “julgou com a bunda” um caso em que ele era parte do processo. As informações são do iG.

Como parte do acordo, Frota ainda teve que se retratar. Pelo Twitter, ele escreveu que reconhece que na época foi “desrespeitoso com o Juiz”.

Scarabelli havia julgado improcedente um pedido feito por Frota , também de indenização por danos morais, contra a ex-secretária de Políticas para Mulheres, Eleonora Menicucci, do então Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, do governo Dilma Rousseff.

Após a decisão, Frota disse que tinha sido julgado por “um juiz ativista, do movimento gay” e que ele “não julgou com a cabeça, julgou com a bunda”.

Por conta das declarações, o juiz Scarabelli moveu duas ações contra Frota, uma cível e outra criminal. Na esfera cível, Frota foi condenado no ano passado pela juíza Tonia Yuka Kôroku, da 13ª Vara Cível de São Paulo, a pagar R$ 50 mil ao magistrado.

O acordo desta segunda-feira é referente ao processo na esfera criminal, que deu fim as duas ações e fixou a multa em R$ 25 mil. “Hoje cheguei a um acordo com o Dr Juiz Luís Eduardo Sacarabelli onde reconheço que na época fui desrespeitoso com o Juiz . Estamos saindo do Fórum com tudo certo e caso encerrado. Vamos seguindo a vida”, escreveu Frota nas redes sociais.