Porte de armas decretado por Bolsonaro é criticado por Mauricio Barbosa

Redação, com Radar da BA

Foto: reprodução

Maurício Barbosa, Secretário de Segurança Pública, disse que será preciso fazer alguns ajustes nas novas regras do posse de armas editado na ultima semana pelo presidente Jair Bolsonaro do posse de armas

“Se é que esse decreto tem validade jurídica, carece de aperfeiçoamentos, pois não é razoável retrocedermos na questão do controle das munições, tendo em vista o problema ainda hoje comum de desvios nas corporações”, afirmou o secretário.

Ele falou ainda que o decreto liberando o porte de armas a vinte categorias traria riscos às pessoas que passarão a andar armadas, devido à falta de preparo para reagir a uma investida de criminosos.

“Essa liberação de porte de armas atende necessariamente a um anseio do presidente da República e nunca foi ventilado pelo colégio de secretários de Segurança”, disse.