Investimento em Educação

MPF pede aumento da pena de Lula no processo do sítio de Atibaia

fonte: Gaucha ZH

Foto: Reprodução

Os procuradores do Ministério Público Federal (MPF) que compõem a força-tarefa da Operação Lava-Jato no Paraná ingressaram com apelação contra a sentença da juíza Gabriela Hardt, que condenou o ex-presidente Lula a 12 anos e 11 meses de prisão no processo do sítio de Atibaia.

O MPF pede que os desembargadores revisem o número de atos de corrupção passiva e lavagem de dinheiro praticados por Lula e aumentem a pena do ex-presidente. Não há no recurso, no entanto, o cálculo de quanto aumentaria a pena do petista.

Lula é acusado de aceitar reformas no imóvel feitas pelas construtoras Odebrecht e OAS. Em troca das melhorias, de acordo com a sentença, o ex-presidente teria beneficiado as empresas em contratos com a Petrobras.

O recurso será julgado pela 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que é responsável pelas ações de segunda instância relacionadas à força-tarefa da Lava-Jato no sul do país.

Os réus já ingressaram com recursos de apelação. Até o momento, a defesa do ex-presidente Lula não se manifestou sobre o pedido.