Campanha: Macrodrenagem e Saneamento / IPTU 2019

Psiquiatra escolhido por Bolsonaro vai avaliar autor da facada

Com informações do Correio

Divulgação/2° BPM

Um médico psiquiatra indicado pelo presidente Jair Bolsonaro foi autorizado pela Justiça a entrevistar e avaliar Adélio Bispo de Oliveira, que confessou a facada contra o presidente, então candidato, em setembro do ano passado, na cidade mineira de Juiz de Fora. A decisão é do juiz da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora (MG), Bruno Souza Savino. As informações são da TV Globo.

O juiz também determinou que peritos responsáveis pelos três laudos psiquiátricos e psicológicos de Adélio Bispo esclareçam as divergências apontadas pelo Ministério Público Federal (MPF). Nem as divergências nos laudos, nem o teor dos documentos foram informados. O processo corre em segredo de Justiça.

Na última terça-feira (12), representantes da defesa de Adélio protocolaram na Justiça Federal um laudo complementar sobre a insanidade mental do autor confesso da facada. Ele está preso provisoriamente desde o dia do crime.

Inquéritos
Após o atentado em Juiz de Fora, a Polícia Federal (PF) abriu dois inquéritos. O primeiro, finalizado em 28 de setembro de 2018, conclui que Adélio agiu sozinho no momento do ataque.

Neste inquérito ele foi indiciado por prática de atentado pessoal por inconformismo político, crime previsto na Lei de Segurança Nacional. A denúncia do Ministério Público Federal foi aceita pela Justiça.

O segundo inquérito foi aberto para apurar possíveis conexões de Adélio, pessoas que podem ter ajudado o agressor a planejar o crime. A PF segue com as investigações.


Anuncio Ivonilton mobi