Banner Agosto Prefeitura Alagoinhas

Com dois gols de João Neto, Atlético de Alagoinhas bate Vitória no Barradão

Por: Redação, com Galáticos Online

Foto: reprodução/SporTV

O Atlético de Alagoinhas bateu o Vitória por 2 a 1, em pleno Barradão, na noite desta quarta-feira (27), em partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Baiano.

O Leão abriu o placar com Andrigo, no primeiro tempo. Mas, após Chamusca recuar o time, sacar um atacante e colocar um volante, o time, que já apresentava um futebol ruim, levou a virada com dois gols do artilheiro do Baianão, João Neto, agora com oito marcados.

Com a derrota, o time de Marcelo Chamusca, chamado de burro pela torcida, ficou com seus 12 pontos e pode perder a liderança da competição. Já o Carcará chegou aos dez pontos e encostou no G-4, na quinta colocação.

PRIMEIRO-TEMPO

Com menos de um minuto de jogo, o Vitória quase abriu o placar. Após o apito inicial, Andrigo partiu em velocidade e tocou para Neto Baiano na área. O atacante cortou o zagueiro e chutou forte de direita para a boa defesa de Diego.

Aos 11 minutos, Matheus Rocha lançou Benítez na área. O lateral pegou de primeira, mas mandou na rede pelo lado de fora.

Já o Atlético teve seu primeiro lance de perigo aos 13 minutos. Após cobrança de escanteio, Bremer desviou de cabeça sozinho, mas parou na defesa de Ronaldo.

Mas, aos 16 minutos, o Rubro-Negro abriu o placar em uma jogada de contra-ataque. Após uma bela troca de passes, Matheus Rocha recebeu na direita e lançou para Andrigo, livre na área, completar para as redes.

O Carcará tentou responder aos 24 minutos. De fora da área, Leandro Sobral arriscou uma bomba e tirou tinta da trave de Ronaldo.

Aos 31 minutos, Ronaldo quase complicou o Leão. O goleiro errou saída de bola e deu no pé de João Neto. O artilheiro tentou o chute, mas o goleiro se recuperou e fez a defesa. No rebote, o próprio atacante tentou completar, mas Thales salvou quase em cima da linha e evitou o empate no primeiro tempo.

SEGUNDO-TEMPO

O Atlético começou melhor o segundo tempo e assustou logo aos dez minutos. João Neto recebeu bola na área, limpou a marcação e chuto no gol. A bola desviou em Thales antes que chegasse ao gol.

Mal na segunda etapa, o Vitória só chegou com perigo aos 27 minutos. Juninho recebeu passe na esquerda, avançou até a linha de fundo e cruzou rasteiro. Na área, Léo Ceará se embolou com o marcador e ficou pedindo pênalti. O árbitro nada marcou.

Aos 29 minutos, o técnico Marcelo Chamusca fez uma alteração e irritou a torcida. Ele tirou o atacante Erick e colocou o volante Wesley. Os torcedores não perdoaram e chamaram o treinador de “burro”.

Três minutos depois, o Carcará chegou ao empate. Gabriel cruzou bola da direita e o artilheiro João Neto, mesmo baixinho, subiu entre os zagueiros e desviou de cabeça no gol.

Aos 37, o Atlético quase virou. Da entrada da área, Jordan arriscou chute colocado e Ronaldo se esticou para espalmar.

Um minuto depois, o time visitante chegou à virada. Após cobrança de escanteio e bate-rebate na área, João Neto empurrou nas redes.

Vitória 1 x 2 Atlético de Alagoinhas
Campeonato Baiano – 7ª rodada

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data e Horário: 27/02/2019, às 20h30
Árbitro: Irinaldo Jorge dos Santos Silva. Assistentes: Jucimar dos Santos Dias e Daniella Coutinho Pinto
Cartões amarelos: Hércules, Gabriel Esteves, Leandro Sobral, Allyson (ATL); Benítez, Rodrigo Andrade, Léo Ceará, Léo Gomes (VIT)
Gols: Andrigo (VIT); João Neto-2 (ATL)

Vitória

Ronaldo; Matheus Rocha, Thales, Edcarlos e Benítez; Léo Gomes, Rodrigo Andrade (Eron) e Andrigo; Erick (Wesley), Léo Ceará e Neto Baiano (Juninho). Técnico: Marcelo Chamusca.

Atlético

Diego; Edcarlos, Bremer, Allyson, Iran (Patrick); Hércules, Leandro Sobral, Guto e Gabriel Esteves (Jordan); Peixoto e João Neto. Técnico: Arnaldo Lira.