Campanha: Macrodrenagem e Saneamento / IPTU 2019

Após câncer, Ana Furtado corta o cabelo e diz: ‘Estou renascendo’

Do Ibahia

Foto: Divulgação | Pino Gomes

“Desde que recebi o diagnóstico (de câncer de mama, há um ano) e resolvi revelar para todo mundo, sempre foi com o intuito de ajudar e inspirar, de ser ajudada e inspirada. Eu acredito muito que a doença apareceu na minha vida para dar um novo propósito a ela. Um dos maiores propósitos que tenho hoje, é esse: desmistificar a doença e fortalecer as pessoas e as famílias que passam pelo que eu estou passando.

Apesar de estar numa fase mais confortável – se é que há fases confortáveis – da doença, não é fácil. Pelo contrário, é sempre muito difícil. Agradeço à coluna pelo espaço e pelo carinho em tratar do assunto. Sempre amei o meu cabelo e sempre o usei como ferramenta de transformação para o meu trabalho e para representar vários ciclos da minha vida. Já cortei e pintei de várias formas e cores. Sou meio Sansão.

A minha força também está no meu cabelo. E ele não se entregou na batalha que travei contra o câncer. Ele foi guerreiro e meu aliado num momento tão difícil e delicado. Quando comecei a perder o cabelo com a quimio fiquei triste e acho que é uma reação normal de qualquer mulher que já passou por isso, mas não me importei caso ficasse careca.

Sempre tive a noção que tudo é passageiro. Me sugeriram usar uma touca de congelamento do couro cabeludo durante as sessões de quimio que amenizaram a queda. Perdi 30% do volume nesta fase e por isso decidi manter o meu visual que por sinal foi um dos fatores que manteve a minha auto estima elevada e me fez passar por esse processo ainda mais confiante.

Durante as 3 fases de tratamento perdi 40% do cabelo. Hoje, quase 1 ano após a descoberta do tumor, só tenho que agradecer pelas inúmeras vitórias conquistadas. Continuar com o meu cabelo foi uma delas apesar de estar exausto e enfraquecido. Resolvi cortar ele então como uma forma de reconhecimento e agradecimento por ele ter sido tão meu parceiro. Tão guerreiro. Dar a chance para ele se renovar por completo.

Deixar o que passou e começar uma vida nova! É assim como me sinto e como essa fase se reflete no meu cabelo. Essa é a terceira vez que corto curto e amei o resultado. É diferente mas eu também estou diferente! Aprendi muito, cresci, evolui com a doença. Ele reflete exatamente quem eu sou agora e como eu me sinto: renascendo. Hoje estou me sentindo forte e curada.

Os tratamentos protocolares pôs cirúrgico: quimio, rádio e agora o Tamoxifeno por 5 anos, foram essenciais para dar uma garantia máxima para que a doença não volte. O meu prognóstico é muito animador! Graças a Deus! Viverei os próximos 5 anos com a mesma fé, força e coragem que me trouxeram até aqui. Já me visualizo vitoriosa lá na frente.

Definitivamente vitoriosa e imensamente agradecida por essa nova oportunidade de vida, valorizando cada segundo dela e por tanto carinho que recebi. Estou sendo invadida por uma onda de amor e carinho sem fim. Um alimento raro para a alma e para o coração. Quero aproveitar a oportunidade e agradecer a cada pessoa que torce e reza por mim. Vocês não têm ideia como isso me fortalece e me fortalece. Foi fundamental para chegar até aqui.”

(IBahia)


Anuncio Ivonilton mobi