Moro faz a própria defesa no CNJ sobre guerra de decisões no caso Lula

Foto : Rovena Rosa / Agência Brasil

O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelo processo da Lava Jato na primeira instância, fez a própria defesa no Conselho Nacional de Justiça sobre a guerra de decisões que manteve o ex-presidente Lula preso. Ele entregou o documento há cerca de 10 dias.

O magistrado não constituiu advogado para prestar informações ao CNJ, diferentemente dos juízes federais João Pedro Gebran Neto e Rogerio Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A corregedoria do colegiado pediu explicações sobre a atuação dos três magistrados que se enfrentaram no episódio.

X