Feira: MP pede interdição do Complexo de Delegacias por superlotação

Foto :Reprodução/TV Subaé

O Ministério Público da Bahia solicitou ontem (16) à Justiça a interdição do Complexo de Delegacias de Feira de Santana, no centro-norte baiano.

Na ação, o órgão aponta diversos problemas, como superlotação, falta de segurança e higiene na unidade.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo o site G1, há o desvio de função de quem trabalha lá: os presos em condições subumanas; os direitos dos presos que não são respeitados, junto aos seus familiares, sem visitação, banho de sol.

Conforme o MP, se a interdição total não for determinada, a intenção é de que ocorra a parcial. A Justiça ainda não se posicionou sobre o caso.

Em nota, a Polícia Civil, responsável pela carceragem, informou que ainda não foi notificada.

X