‘Ele era uma criança muito boa, mas sofreu lavagem cerebral’, diz mãe de Bin Laden

Foto: reprodução/Sputniknews

A mãe de Osama bin Laden, pela primeira vez em 17 anos, concedeu uma entrevista negociada durante muito tempo pelo jornalista do The Guardian com o reino saudita e com a família bin Laden, em que falou sobre o passado do ex-líder da Al-Qaeda.

Ao lado de seus filhos Ahmad e Hassan, irmãos mais novos de Osama bin Laden, Alia Ghanem, de 84 anos, relembrou que o outrora rapaz tímido foi influenciado quando estudava economia na Universidade de Jeda, onde foi radicalizado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“As pessoas na universidade o mudaram. Ele se tornou um homem diferente”, disse Ghanem na entrevista. Ela ressaltou que o terrorista era uma criança boa, mas sofreu lavagem cerebral quando entrou na universidade.

“Ele [Osama] foi um bom rapaz até conhecer algumas pessoas que lhe fizeram uma lavagem cerebral no início dos seus 20 anos. Podemos chamar-lhe um culto. Eles tinham dinheiro para a sua causa. Eu sempre lhe disse para Osama ficar longe deles, mas ele nunca iria admitir para mim o que estava fazendo, porque me amava muito”, disse.

X