Brasil não consegue furar zaga da Bélgica e é eliminado da Copa do Mundo

Créditos: Pedro Martins / MoWA Press

A Seleção Brasileira que foi eliminada nas Copas de 2006, 2010 e 2014 por times europeus, repete a façanha agora em 2018, tropeça nos erros que cometeu durante a partida, teve mais posse de bola (59%), 9 chutes na meta adversária, só conseguiu fazer um gol o que foi insuficiente, e vê outro time europeu, que foi a Bélgica que chutou somente 3 bolas conseguir fazer dois gols, um em erro individual do Fernandinho, eliminar o Brasil.

Seleção brasileira começou o jogo partindo para cima do adversário, criando várias oportunidades mas não teve tranquilidade nem competência para fazer o gol e forçar a Bélgica sair para cima e ceder o contra-ataque. Tomou um gol muito cedo, aos 13 minutos do 1º tempo em cobrança de escanteio de Chandli na área do Brasil, no primeiro pau, que Kompany toca de cabeça e Fernandinho involuntariamente com o braço desvia do goleiro Alisson e faz contra sua própria rede Belgica 1 x 0 Brasil.

Esse gol desarrumou completamente a seleção brasileira, que na tentativa de empatar o jogo se expos, deixou a Bélgica em condições de até fazer mais gols, mas em um dia de pouca inspiração, não aproveitou as oportunidades que criou e viu aos 31 minutos do 1º tempo em uma única jogada da Bélgica Lukaku arrancar da intermediária passando para De Bruyne chutar cruzado e fazer Bélgica 2 x 0 Brasil.

Várias tentativas foram feitas, como a entrada de Roberto Firmino no Lugar de Willian, Diego Costa no lugar de Gabriel de Jesus e Renato Augusto no lugar de Paulinho. Com essas mudanças o Brasil partiu para cima teve várias chances desperdiçadas e aos 31 minutos do 2º tempo Renato Augusto que havia entrado 3 minutos antes, sobe para cabecear o cruzamento de Coutinho e fazer Belgica 2 x 1 Brasil. O próprio Renato Augusto não aproveitou uma excelente oportunidade que teve para empatar o jogo, bem como Coutinho, Neymar, e Gabriel de Jesus desperdiçaram também oportunidades que mudariam a história da partida.

Neymar o garoto de “ouro” esteve muito aquém do futebol que ele jogou no Barcelona e joga atualmente no PSG, se esperou muito dele, mas ele não conseguiu se diferenciar do conjunto, nos momentos em que o craque assume a responsabilidade e faz a diferença, como no passado fizeram: Rivaldo, os Ronaldos (Fenômeno e Gaúcho), Pelé, Tostão, Rivelino, Garrincha, Gerson e muitos outros.

O Brasil está fora, o sonho acabou! Agora resta esperar mais 4 anos e tentar construir uma história diferente, fazendo-se os ajustes necessários para este fim. Não foi o que nós esperávamos. Nossa seleção podia ter ido muito mais além, infelizmente não foi, mas depois do fiasco vergonhoso de 2014, voltamos a vislumbrar novas perspectivas, e a sonhar com aquele futebol que nos faz os melhores do mundo e que conquistou cinco títulos, apesar de Neymar!

Após a vitória da Bélgica fica definido o primeiro confrontos da Semifinal:
10/07 – terça-feira – (São Petersburgo) França x Bélgica

O Brasil perdeu com:
Alisson.
Fagner, Thiago Silva, Miranda e Marcelo.
Fernandinho, Paulinho (Renato Augusto) e Phelippe Coutinho.
Willian (Diego Costa), Gabriel de Jesus (Roberto Firmino) e Neymar.

A Bélgica venceu com:
Courtois.
Meunier, Alderweireld, Kompany, e Vertonghen.
Fellaini, Witsel e Chadli.
Lukaku (Tielemans), Bruyne e Hazard.

Gol: Fernandinho (contra) (1) aos 13 minuto do 1º tempo para a Bélgica.
Gol: Bruyne (1) aos 31 minutos do 1º tempo para a Bélgica

*Por José Gomes, para o Alta Pressão Online