Nota Premiada

Brasil bate México por 2 a 0 e está classificado para as quartas de final

Créditos: André Mourão / MoWA Press

Brasil enfrentou os mexicanos que nunca venceram um jogo de oitavas de final e conseguiu sua terceira vitória consecutiva (e sem sofrer gols), pelo mesmo placar 2 x 0, despacha o México que volta mais cedo para casa e fica aguardando o vencedor de Bélgica e Japão para conhecer seu próximo adversário.

Apesar da Seleção do México ter mais posse de bola (51%), e praticado um futebol superior ao do Brasil no primeiro tempo, não fez o suficiente para garantir uma vitória, e taticamente a seleção canarinha equilibrou a partida quando Tite fez a aproximação de Casemiro do Paulinho e matou as jogadas de criação que eram construídas naquele espaço através de Márquez e Guardado, neutralizando assim as principais jogadas de ataque com Carlos Vela e Lozano, além de desfrutar de boas oportunidades que pararam na boa atuação do goleiro Ochoa, que evitou o gol brasileiro na primeira etapa.

No segundo tempo o México continuava com mais posse de bola do que o Brasil, e novamente o Professor Tite mais uma vez foi protagonista fora do campo do início da arrancada para mais uma vitória brasileira, ao colocar Neymar para jogar no lado do campo e dar liberdade a Willian para fazer as infiltrações (fechar pelo centro). A partir daí várias oportunidades foram criadas e o gol que era uma questão de tempo, acabou acontecendo em uma triangulação entre Neymar e Willian aos 6 minutos do 2º tempo, com Neymar acreditando e fazendo Brasil 1 x 0 México, que continuava com um falso domínio do jogo, vez que tinha mais posse de bola mas não chutou uma única bola na meta de Alisson com possibilidade de fazer o gol.

Sentindo a necessidade de fazer o 2º gol e matar o jogo, Tite substituiu Paulinho (cansado) por Fernandinho e Phelippe Coutinho por Roberto Firmino, que aos 43 minutos do 2º Tempo em outra jogada de Neymar (escolhido pela Fifa como o melhor jogador da partida), faz Brasil 2 x 0 México, sepultando definitivamente qualquer possibilidade dos mexicanos.

Com mais essa vitória, a seleção brasileira passa para as Quartas de Final e fica aguardando o vencedor de Bélgica e Japão que será o próximo adversário a ser enfrentado em Cazã, na próxima sexta-feira (06/07), jogo em que atuará desfalcado de Casemiro que recebeu seu segundo Cartão amarelo. O Brasil Taticamente foi perfeito, jogou até os primeiros 20 minutos no sistema 4-3-3 e a partir daí, alternou para um 4-4-2, com marcação adiantada. No final do jogo quando o os mexicanos colocaram mais pressão e partiram para cima entrou o zagueiro marquinhos no lugar do meia Willian, para ajudar o sistema defensivo nas bolas altas, vez que os mesmos insistiam nos cruzamentos de bolas altas na área.

O Brasil venceu com:
Alisson.
Fagner, Thiago Silva, Miranda e Felipe Luís.
Casemiro, Paulinho (Fernandinho) e Phelippe Coutinho (Roberto Firmino).
Willian (Marquinhos), Gabriel de Jesus e Neymar.
Mandzukic (Badelj).

O México perdeu com:
Ochoa.
Gallardo, Salcedo, Ayala e Álvarez.
Guardado, Márquez e Herrera.
Vela, Hernández e Lozano.

Gol: Neymar (1) aos 6 minuto do 2º tempo para o Brasil.
Gol: Roberto Firmino (1) aos 43 minutos do 2º tempo para o Brasil.

*Por José Gomes, para o Alta Pressão Online