Se nem Jesus agradou a todos, quanto mais Radiovaldo Costa

Foto: reprodução

A volta de Radiovaldo Costa ao partido dos Trabalhadores (PT), está causando um certo burburinho na cidade, depois do sindicalista raiz ter passado apenas uma estação no partido Rede Sustentabilidade (Rede). O mesmo já volta de olho nas eleições do ano que vem em busca de uma cadeira na Assembleia Legislativa. Uma estratégia da Central Única dos Trabalhadores (CUT) para reforçar a sua tropa, e claro, fortalecer o nome do PT que está desgastado com algumas denúncias.

Sem querer causar discórdia, mas, a saída de Radiovaldo no ano passado do PT para disputar as eleições municipais não foi vista com bons olhos dentro do partido, causando um racha e um certo desconforto entre os seus filiados, na disputa de queda de braço o sindicalista não teve forças e a única alternativa foi buscar uma nova casa que lhe desse abrigo (Rede).

Agora o bom filho a casa torna, esquece as mágoas e toca o barco pra frente como se nada tivesse acontecido no passado.

As eleições de 2018 em Alagoinhas será um duelo de titãs, não será uma disputa fácil, nem tão pouco unilateral. Será um prato cheio de discursos e uma variedades de bandeiras nos quatro cantos de uma das maiores cidades da Bahia, que já começa aos poucos se tornar a galinha dos ovos de ouro para quem desejar um cargo eletivo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Alta Pressão

SOBRE ROGENIS DIAS

Rogenis Dias

Radialista e formando em marketing, começou sua carreira aos 20 anos na Rádio comunitária Mundial FM como repórter do mundial notícias, também fez parte do Alta Pressão Notícias, que passou pelas rádios 93 FM e Nova AM 1240. Atualmente é apresentador do Jornal do Meio Dia, da TV Alta Pressão, e trabalha como locutor comercial, mas sempre está atento ao meio político.