Conta de luz em outubro virá com bandeira vermelha 2, a mais cara prevista

Foto: Reprodução

A falta de chuva e a necessidade do uso mais intenso das usinas termelétricas devem fazer com que as contas de luz fiquem mais caras em outubro. As termelétricas, sempre vale lembrar, usam combustível como óleo, gás e carvão para gerar eletricidade e por isso é mais cara que a energia produzida pelas hidrelétricas.

A bandeira tarifária deve passar o vermelho patamar 2, o mais caro previsto. A taxa extra cobrada será de R$ 3,50 para cada 100kWh consumidos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Será a primeira vez desde 2015, quando o sistema de bandeiras foi criado que essa taxa pesada será cobrada dos consumidores. Em setembro vigorou a bandeira amarela – taxa extra de R$ 2 a cada 100kWh consumidos.

O sistema de bandeiras tarifárias foi criado para sinalizar aos consumidores o custo da energia no País. O objetivo é permitir que sejam adotadas medidas de economia para evitar que as contas de luz fiquem mais caras nos momentos em que o custo também cresce.

X