Polícia prende um dos suspeitos de envolvimento em pirâmide financeira em Itabuna

Foto: Polícia Civil/ Divulgação

A Polícia Civil (PC) prendeu na tarde desta terça-feira (19) um dos suspeitos de envolvimento em um esquema de pirâmide financeira na cidade de Itabuna, no sul do estado.

De acordo com a polícia, Alessandro Almeida, usava uma procuração em nome do Danilo Santana Gouveia, seu primo e um dos lideres do esquema, para ocultar bens adquiridos pelo grupo com o dinheiro do golpe.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O esquema, que consistia na promessa de ganhar dinheiro com apostas em jogos de futebol, está sendo investigado pela Justiça há cerca de 8 meses, e, de acordo com estimativa dos investigadores, o valor movimentado chegou a R$ 200 milhões. Dentro desse valor, foi recuperado pela PC o montante de R$ 1 milhão na conta da sogra de Danilo.

O homem apreendido já tinha mandado de prisão em aberto, que foi cumprido por policiais da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) do município. Já o seu primo, Danilo, a Justiça do Rio Grande do Sul decretou no dia 31 de agosto a sua prisão preventiva, mas ele continua foragido.

De acordo com a investigação da polícia, Danilo e Issac vitimavam pessoas prometendo aos investidores de apostas no jogos, um ganho de 30% sobre os valores aplicados no negócio.

O golpe traz uma roupagem moderna para a velha pirâmide financeira, famosa no Brasil com as Fazendas Boi Gordo, Avestruz Master e Telexfree.

Metro1

X