Furacão Irma faz estragos e deixa 8 mortos em parte francesa da ilha de San Martín

Foto: EFE/Gerben Van Es/Min. Defesa Holanda

Pelo menos oito pessoas morreram e cerca de 20 ficaram feridas na parte francesa da ilha de San Martín, no Caribe, por causa do furacão Irma, de acordo com informações do tenente-coronel Vincent Boichard, um dos responsáveis da proteção civil, em declarações feitas hoje (7/9) ao canal BFMTV.

A ministra francesa de Ultramar, Annick Girardin, que chegou na madrugada à ilha de Guadalupe com mais de 100 membros de equipes de salvamento, não quis se pronunciar sobre o número de vítimas, segundo a agência EFE. Em um primeiro contato com a imprensa, limitou-se a reconhecer que “temos danos extremadamente importantes” tanto em San Martín como em São Bartolomeu.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Annick disse que nas próximas horas está previsto um voo com um avião militar de Guadalupe até San Martín, para fazer um reconhecimento. O objetivo é lançar um transporte aéreo para organizar os trabalhos de resgate e de abastecimento, que também serão feitos por barco.

“Todos os edifícios de San Martín foram afetados”, incluindo hospital, quartel dos bombeiros e a prefeitura, que foi “destruída”, disse. “O governo está totalmente mobilizado”, assegurou a titular de Ultramar. Na parte francesa de San Martín vivem aproximadamente 35 mil pessoas.

Barbuda

Ao passar pela ilha de Barbuda, o furacão deixou pelo menos uma morte e provocou a destruição de inúmeras residências e danos a infraestrutura, informou nesta quarta-feira (6) o primeiro-ministro de Antígua e Barbuda, Gaston Browne.

O premiê visitou ontem uma das duas ilhas que dão nome ao pequeno país caribenho para avaliar de perto os danos causados pelo fenômeno climático. Browne disse à rede de televisão local ABS que o Irma danificou severamente grande parte das residências de Barbuda.

Aratu Online

X