Homem é preso vendendo carteiras falsas da Polícia Civil

Foto: Divulgação/Polícia Civil

O motorista Francisco Souza Ferreira, de 37 anos, foi preso, na quinta-feira (5), por policiais da Força-Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), quando falsificava carteiras funcionais de policiais civis, as quais vendia por R$ 200 cada. Ele foi conduzido ao Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

O falsário estava com duas cópias em branco de carteiras funcionais, dois distintivos da Polícia Civil, um simulacro de arma de fogo e munição para pistola ponto 40, quando foi flagrado pelos policiais. A delegada Itana Coelho, do Draco, o autuou por falsificação de documento público, usurpação da função pública e porte ilegal de munição de uso restrito.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo ela, Francisco, que já trabalhou numa empresa terceirizada, que prestava serviços ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), continuava usando o crachá da instituição, o qual lhe conferia credibilidade junto àqueles que queriam adquirir o documento, mesmo que falsificado.

Francisco confirmou, em seu depoimento, que confeccionava as carteiras em uma gráfica, localizada no bairro de Pau Miúdo. “Ele conseguiu os modelos a partir de fotos de carteiras de servidores que circulavam em grupos de redes sociais do DPT, no qual também participava”, disse Itana Coelho.

A delegada afirmou que as investigações em torno do caso continuam, com objetivo agora de identificar e localizar os compradores das carteiras falsificadas. Francisco será encaminhado à audiência de custódia, no Núcleo de Prisão em Flagrante da Justiça, que definirá se permanecerá preso ou se responde em liberdade.

X