Lavrador é flagrado cultivando maconha na zona rural de Valença

Foto: Divulgação/Polícia Civil

O lavrador Enéas Santos, de 47 anos, foi flagrado sem seu sítio, na localidade de Orobó, zona rural de Valença, cultivando quatro pés de maconha. Os policiais da 5ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede naquela cidade, chegaram até ele, na segunda-feira (14), depois de receberem uma denúncia indicando que no local havia uma plantação da droga.

Conduzido à Delegacia Territorial (DT/Valença), o lavrador, inicialmente, disse que as mudas cultivadas eram para consumo próprio, mas, depois, acabou admitindo que no local havia muitos outros pés de maconha, os quais teriam também sido consumidos por ele. No sítio, os policiais apreenderam também pássaros da fauna silvestre, proibidos de viverem em cativeiro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O delegado José Raimundo Neri Pinto, coordenador da Coorpin/Valença, constatou que a droga era plantada no meio de outras plantações de legumes e de hortaliças. Lamentou também que o lavrador tenha conseguido se livrar dos demais pés de maconha antes do flagrante. Enéas negou que fornecesse drogas para traficantes.

O lavrador foi autuado e indiciado pelo crime de manter em cativeiro animais silvestres e pelo crime de cultivo de maconha para consumo próprio. Assinou um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) e, a partir do depoimento de testemunhas que confirmam a existência uma plantação de maconha no local, o delegado pedirá a sua prisão preventiva.

X