Justiça mantém Funaro preso na sede da PF em Brasília até o dia 28 deste mês

Foto: José Cruz/Agência Brasil/Arquivo

O corretor Lúcio Funaro deverá ficar preso na Superintendência da Polícia Federal em Brasília até o dia 28 deste mês.

A defesa do ex-sócio do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha requereu a permanência dele ppor mais 30 dias e o juiz Vallisney de Souza deferiu o pedido.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Funaro continuará na sede da PF em Brasília pela necessidade de coleta de novos depoimentos sobre as operações Sepsis e Cui Bono, no âmbito do acordo de delação premiada em negociação com a força-tarefa da Operação Lava Jato.

A PF foi informada da decisão nesta terça-feira (18).

X