Paulinho explica polêmica e diz que não sabia sobre atriz pornô

Reuters / Andres Stapff

O volante Paulinho, que joga no time chinês Guangzhou Evergrande e é homem de confiança do técnico Tite na seleção brasileira, emitiu uma nota explicando a polêmica que veio à tona nesta quarta-feira (12). O atleta fez uma propaganda para um site de apostas ao lado de uma atriz pornô, o que é considerado ilegal na China, assim como a pornografia.

A notícia partiu do jornal inglês Daily Mirror, que disse ainda que Paulinho poderia ser deportado. No comunicado, o jogador negou que soubesse da profissão da garota e também informou que não há possibilidade de ele ser deportado do país asiático.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Confira abaixo a nota divulgada por Paulinho:

“Em virtude de notícia divulgada por um jornal da Inglaterra, dando conta de que Paulinho, volante do Guangzhou Evergrande e da seleção brasileira, pode ser punido e até mesmo deportado da China, a assessoria do jogador vem a público esclarecer a situação.

No ano passado, Paulinho assinou um contrato com a Letou, casa de apostas das Filipinas. Foi apenas uma diária, uma gravação, realizada em novembro, e a empresa teria um ano para utilizar a imagem do jogador em campanha publicitária, que passaria a ser veiculada apenas em seu site.

Em momento algum da gravação foi dito que a garota que aparece na foto a seu lado era uma atriz pornô. A equipe de produção informou apenas que se tratava de uma modelo. Além disso, consta em contrato que qualquer foto a ser utilizada e divulgada teria que passar pela aprovação de Paulinho e seu staff.

A campanha nem sequer começou a ser veiculada nas Filipinas e, pelo episódio de vazamento e desrespeito e descumprimento do contrato, o mesmo será rescindido. Vale ressaltar que em momento algum Paulinho cometeu qualquer ilegalidade e não há a possibilidade de o jogador ser deportado do país onde atua por conta disso.”

*Do N ao Minuto