Equador confirma vitória de Moreno para Presidência

Mariana Bazo/Reuters

O Conselho Eleitoral do Equador (CNE) anunciou oficialmente que o candidato de esquerda Lénin Moreno, do partido Alianças País, é o vencedor das eleições Presidenciais do país.

Na noite dessa terça-feira (4), o CNE apontou que, com 99,65% das urnas apuradas, Moreno teve 51,16% dos votos enquanto seu principal adversário, Gillermo Lasso, da legenda de centro-direita Creando Oportunidades (Creo), ficou com 48,84%.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Segundo o presidente da instituição, Juan Pablo Pozo Bahamonde, em coletiva de imprensa, os resultados são “oficiais e irreversíveis”.

“Parabenizamos o povo equatoriano que elegeu legal e legitimamente seu presidente”, afirmou.

A fala de Bahamonde tem como objetivo tentar acalmar os ânimos de grande parte da população, completamente divida politicamente, e de Lasso, que disse que os resultados da eleição são “ilegítimos”, que não irá reconhecê-los e que, além disso, convocou seus simpatizantes a irem para a rua.

*Do ANSA