Defesa pede mais tempo e TSE adia julgamento da chapa Dilma-Temer

(Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)

Como previsto, o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a denúncia contra a chapa Dilma-Temer deverá ser adiado por tempo indeterminado. Isso porque a maioria da corte concedeu mais prazo para as alegações finais da defesa.

A solicitação, feita pelo advogado Flávio Caetano, que representa Dilma Rousseff (PT), teve apoio do Ministério Público Eleitoral e foi aprovada pelos ministros Napoleão Nunes Maia Filho, Henrique Neves da Silva, Luciana Christina Guimarães Lóssio, Luiz Fux e Rosa Weber.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O relator do processo, ministro Herman Benjamin, se mostrou contra o prazo maior, mas concedeu mais três dias. “Vale lembrar que esse processo já tramita no TSE há cerca de dois anos e três meses, por razões que não podem ser imputadas a esse relator”, disse Benjamin.

*Do G1