Mais dois macacos são achados com suspeita de febre amarela em Salvador

Foto: Reprodução

Na manhã desta quinta-feira (30) dois macacos com indícios de contaminação pelo vírus da febre amarela foram resgatados. Um deles, que estava na Avenida Vasco da Gama, já foi encontrado morto. O outro, que foi encontrado vivo, estava no Parque da Cidade, no bairro do Itaigara, e foi levado para a unidade do Centro de Triagem de Animais Silvestres do Ibama (CETAS).

Amostras de sangue serão removidas para averiguar se há ou não infecção pela febre amarela. O Grupo Especial de Proteção Ambiental (GEPA) da Guarda Civil Municipal de Salvador (GCM) foi responsável pela ação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Desde o início do mês de fevereiro já foram resgatados 32 macacos, todos da espécie Mico do Tufo Branco. A apreensão dos animais faz parte de uma ação conjunta da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e o Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas/Ibama).

Sociedade Online