Sikera Junior, o inimigo número 1 dos maconheiros, é visto no SBT; jornalista deve apresentar novo telejornal

Foto: reprodução/Instagram

Lembra do apresentador da TV Ponta Verde, afiliada do SBT em Alagoas, que sentenciou a morte dos “maconheiros” antes do Natal (em dezembro passado)? Pois bem, Sikera Junior foi visto no mês passado no canal de Silvio Santos.

O polêmico âncora teve uma reunião com o diretor nacional de jornalismo da emissora, José Occhiuso, para assumir a faixa das seis às oito e meia da manhã, segundo o colunista Flávio Ricco. Em visita à rede de SS em dezembro de 2016, ele chegou a tietar Danilo Gentili. A ideia do SBT é que o jornalista apresente um novo telejornal, algo no estilo do “Primeiro Impacto”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Cabe lembrar que, após a polêmica que cravou a morte dos maconheiros, Sikera sofreu um infarto e, na sequência, voltou ao ar dentro de um caixão. No extinto “Fofocando” (atual “Fofocalizando”), Mara Maravilha detonou o comunicador: “Que mau gosto… Pode ser companheiro, colega, pode ser da mesma emissora, mas a gente tá aqui para falar, tem que falar! […] Que cara de mau gosto; no caixão, gente!”.

Sikera Junior rebateu o comentário da colega. “O que eu fiquei triste foi com a minha companheira Mara Maravilha. […] Mara, eu sou fã seu desde que eu era criancinha. O meu sonho era ir pro seu colo quando criança. Eu lembro de você no sucesso, a Hebe Camargo, Dercy Gonçalves, porque vocês têm a mesma idade”, ironizou.

Caso o alagoano ganhe um programa em rede nacional, Silvio Santos poderá “pedir música no ‘Fantástico’”, da Globo, após emplacar três apresentadores polêmicos no jornalismo do SBT em menos de um ano. Como se sabe, Dudu Camargo – de apenas 18 anos – e Marcão do Povo, acusado de injúria racial contra a cantora Ludmilla, foram os primeiros.

Do RD1