Seguranças flagrados agredindo cantor na Ceasa são afastados, diz superintendente

Do Aratu Online

Foto: reprodução/You Tube

Quatro seguranças de uma empresa terceirizada que foram flagrados agredindo o cantor Andresson Costa na Ceasa de Simões Filho, Região Metropolitana de Salvador, foram afastados. A informação foi dada ao vivo durante o programa “Ronda”, da TV Aratu, pelo superintendente de mercados da Ceasa, Eugênio Martins.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Nós apuramos os fatos, estamos fazendo a sindicância interna e solicitamos à empresa terceirizada que afastasse os seguranças envolvidos para tranquilizar a todos e nos dar condições de apurar. A recomendação não é esse excesso de violência em qualquer abordagem na Ceasa. Nós não temos cumplicidade nesse sentido”, pontuou Martins.

MAIS: 

VÍDEO: Cantor Andresson Costa desabafa após passar humilhação na Ceasa de Simões Filho

Eugênio disse ainda que a atividade feita pelo cantor é ilegal na Ceasa. “Qualquer ambulante que esteja em carro de som, por exemplo, não é permitido. Na verdade ele foi advertido três vezes e continuou vendendo. Ele foi à coordenação e voltou. É o que queremos saber. De qualquer forma, a atitude [dos seguranças] não é conveniente”.

Andresson denunciou que seu material foi quebrado pelos seguranças. A Ceasa se comprometeu a apurar os fatos e, caso isso seja confirmado, vai recuperar os equipamentos. “Ele foi conduzido para a sala de segurança. A PM estava na hora. Foi devolvido o material dele. Se verificarmos que houve danos, vamos ressarcir”, finalizou Eugênio.

LEIA MAIS: 

Cantor de Alagoinhas é humilhado por seguranças no Ceasa de Simões Filho; veja vídeo