Brasil ganha uma igreja por hora; burocracia pequena facilita

A burocracia para abrir uma igreja no Brasil é tão pequena, diferentemente de outras atividades, que de janeiro de 2010 a fevereiro de 2017 foram registradas 67.951 novas entidades religiosas na Receita Federal. Esse número representa uma média de 25 organizações religiosas ou filosóficas por dia. Se for considerado grupos novos, que não são filiais, esse número fica em 20 por dia.

Os dados foram levantados por uma reportagem do jornal O Globo, que ressaltou ainda que o fortalecimento do movimento neopentecostal é um dos motivos que explicam este crescimento.

O processo para abrir uma igreja é bem simples e começa obtendo um registro em cartório, no qual consta a ata da fundação, a composição da diretoria e o estatuto social. Em seguida, a Receita Federal precisa conceder o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), o que é obrigatório para a operação legal das instituições no país. A partir daí, com o CNPJ liberado, o responsável precisa procurar a prefeitura e o governo estadual para a solicitação de alvará de funcionamento e a garantia da imunidade tributária. Vale ressaltar que igrejas não pagam IPTU, Imposto de Renda e IPVA. Em alguns estados, a igreja ainda fica isenta do ICMS.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além do mais, não é preciso comprovar ou apresentar requisitos teológicos e doutrinários para abrir um templo religioso. A reportagem também ressalta que, pela facilidade, algumas organizações colocam o próprio endereço como o da igreja.

Notícias ao Minuto