MP peruano acusa ex-presidente de receber US$ 20 milhões da Odebrecht

Foto: Reprodução / YouTube

Investigações do Ministério Público do Peru apontaram o recebimento de US$ 20 milhões (cerca de R$ 62,5 milhões) em propina da Odebrecht pelo ex-presidente do país Alejandro Toledo. De acordo com informações divulgadas nesta sexta-feira (3), o valor teria sido pago em troca de fraudes na licitação da Rodovia Interoceânica, conhecida como Estrada do Pacífico.

Segundo a Folha de S. Paulo, o MP pedirá a prisão de Toledo, que governou o Peru de 2001 a 2006. Após acordo firmado com a Justiça dos EUA em dezembro de 2016, a Odebrecht admitiu ter pago US$ 20 milhões a um “alto funcionário peruano” em troca de um projeto de infraestrutura.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Em viagem pela Europa, Toledo considerou as acusações uma vingança pela liderança de protestos que levaram à queda do ex-presidente Alberto Fujimori, em 2000. “Estarei pronto para colaborar com a Justiça. Nunca fujo dela. Mas Justiça, não vingança”, escreveu.

X