Novo ministro da justiça diz que irá combater ações violentas de manifestantes

221880O discurso dos movimentos sociais pró-governo é que, caso ocorresse o afastamento da presidente Dilma Rousseff, as manifestações nas ruas iriam ser constantes. Porém com a nova composição do governo Temer, pode haver um “combate” a esses protestos.

Isso porque o recém-empossado ministro da Justiça, o ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo, Alexandre de Moraes, afirmou que a atuação violenta de movimentos de esquerda deverá ser combatida.

“A partir do momento que seja MTST, ABC, seja ZYH, que deixam o livre direito de se manifestar para queimar pneu, colocar em risco as pessoas, aí são atitudes criminosas que vão ser combatidas, assim como os crimes”, disse à Folha de São Paulo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Nas últimas semanas, Moraes foi criticado por movimentos sociais por ter autorizado a entrada da Polícia Militar no Centro Paula Souza, na região central de São Paulo para cumprir a reintegração de posse do local, ocupado por estudantes que protestavam por fornecimento de merenda. O ministro também chamou de “atos de guerrilha” protestos realizados em São Paulo no início desta semana contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.