Sem ‘gênero’ e ‘sexualidade’, AL-BA aprova Plano Estadual de Educação

A Assembleia Legislativa da Bahia votou, nesta quarta-feira (4), o Plano Estadual de Educação.

A proposta foi aprovada com a supressão de duas palavras: “gênero” e “sexualidade”. Os termos foram alvos de emendas que criticavam sua adoção nos debates escolares, e artigos defendiam que eles poderiam trazer implicações negativas.

A proposta foi aprovada por maioria, mas teve os votos contrários, em relação às emendas, de 11 parlamentares (Fabíola Mansur, Neuza Cadore, Fátima Nunes, Marcelino Galo, Luíza Maia, Maril Del Carmen, Fabricio Falcão, Bobô, Zó, Marcell Moraes e Gika).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A sessão foi marcada por protestos e ameças.

*Do Bahia Notícias

X