Pastoral do Menor fecha o sítio e deixa histórico de mais de dez mil atendimentos

IMG_7151-462x308Uma das mais importantes entidades sem fins lucrativos da Bahia, a Pastoral do Menor vem passando por dificuldades financeiras nunca dantes registrada. A saída foi fechar um dos celeiros de atendimento social da instituição, o Sítio, criado em 1997 para ser o braço da sociedade no atendimento às crianças e famílias desassistidas.

Até 2012, período em que a situação de repasses de recursos internacionais se agravou com a crise internacional, mais de 10 mil jovens e três mil famílias tiveram atendimento nos diversos programas e atividades implantadas pelo padre Fred Goven, um dos fundadores, e sua equipe de funcionários e voluntários.

IMG_7157-462x308Esse trabalho no Sítio se juntou às outras atividades realizadas pela Pastoral do Menor em Alagoinhas, que soma mais de 30 mil atendimentos. No Sítio da Pastoral do Menor eram oferecidos cursos profissionalizantes em regime integral. O aluno era conduzido por um ônibus da instituição até o local e reconduzido à sua casa no final do dia. Transporte, alimentação, educação, manutenção e custos.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A Pastoral do Menor de Alagoinhas – PAMA é uma organização não-governamental, sem fins lucrativos, que desenvolve projetos e programas para atendimentos a crianças, adolescentes, jovens e famílias em situação de vulnerabilidade social há 30 anos no município de Alagoinhas. Foi fundada no dia 1º de novembro de 1985, graças à doação de 12 hectares de terra localizado na Br101, Km 101, em 1990, por um empresário da cidade. Lá foi construída uma estrutura que possibilitou a existência de uma escola básica que funcionava no espaço da instituição em parceria com o Estado, oferta de cursos profissionalizantes desde 1997 e projetos sócioeducativos. Durante todo esse tempo a instituição foi mantida por grande parte de recursos oriundos da Europa destinados de empresas, famílias e amigos do fundador padre Freddy Goven.

Desde o ano de 2012 que estes recursos estão cada vez mais escassos, havendo a necessidade de transferir grande parte das suas atividades, incluindo os setores Administrativos que eram realizados no sitio da Pastoral para o Centro de apoio que já desenvolvia projetos de Arte educação, hoje atual sede, que continua em funcionamento localizada na Rua José Sobrinho da Silva, nº 42 no Bairro Teresópolis, executando cinco projetos( Arca de Noé, Arte pela Vida, Programa Conviver de atendimento às Famílias, Jovem Aprendiz e o Abrigo Provisório) com exceção dos cursos profissionalizantes que deixaram de funcionar, pois demandava muitos recurso para continuar sendo executado.

Pelas grandes dificuldades financeiras em manter o funcionamento dos cursos de profissionalização a manutenção do espaço do sítio e do transporte para condução dos educandos e funcionários para o local da PAMA, ficou decidido em Assembléia Geral da instituição que no ano de 2016 o espaço do Sitio da Pastoral do Menor seria alugado, bem como colocar a venda os maquinários dos cursos de profissionalização. Com informações do Gazeta