Em crise, Venezuela adianta relógio em 30 minutos para economizar energia

-30517
Foto: reprodução

Diante da crise energética que atinge a Venezuela, o presidente Nicolás Maduro ordenou que os relógios fossem adiantados em 30 minutos, durante a madrugada deste domingo (1º).

A alteração feita às 2h30, faz parte de um pacote do governo para reduzir o consumo. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação Universitária, Ciência e Tecnologia, Jorge Arreaz. “A decisão tomada pelo presidente é de voltar ao fuso horário de quatro horas a menos em relação ao meridiano de Greenwich”, disse.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A justificativa para o racionamento é a seca provocada pelo fenômeno El Niño. Entre as medidas para a economia, estão a redução da jornada de trabalho para dois dias no setor público, e o funcionamento das escolas apenas de segunda a quinta.

Com a crise, a insatisfação com o governo de Maduro aumentou e 60% dos venezuelanos querem que o mandato seja revogado, de acordo com pesquisas.

X