Próximo a votação do Senado, Dilma Rousseff lança ‘pacote de bondades’

Reprodução/Agencia Brasil
Reprodução/Agencia Brasil

A duas semanas da votação no Senado que poderá afastá-la da presidência, Dilma Rousseff começou a anunciar medidas de última hora.

Além de prorrogar o programa Mais Médicos, realizado nesta sexta-feira (29), a presidente liberou R$ 100 milhões para gastos com publicidade da Presidência e outros R$ 80 milhões para infraestrutura das Olimpíadas no Rio de Janeiro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Na próxima semana, Dilma promete ainda liberar todo o orçamento da Polícia Federal previsto para o resto do ano, equivalente a R$ 160 milhões. Além da agenda positiva, o governo iniciou ofensiva conta promessas do eventual governo Michel Temer.

Texto divulgado, na noite desta sexta-feira (29), pelo Ministério do Desenvolvimento informou que a proposta do PMDB de focar nos 5% mais pobres do país vai excluir outras 36 milhões de pessoas que estão no Bolsa Família.

Dilma estuda também tomar outras medidas como reajustar o Bolsa Família e corrigir a tabela do Imposto de Renda.