Secretaria de Direitos Humanos repudia declaração de Jair Bolsonaro

Na Foto Jair BolsonaroA Secretaria Especial de Direitos Humanos emitiu nota na qual condena a menção e aplauso a torturadores na votação do processo de impeachment na Câmara dos Deputados, realizada neste domingo (17).

“Ao repudiar com veemência o discurso do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), exaltando a memória de um dos maiores torturadores da história desse país, lamenta-se profundamente que a brutalidade e a gramática da violência ainda encontrem lugar nos diversos espaços da sociedade, inclusive no poder legislativo, onde os debates e argumentos essenciais deveriam ter a democracia e o respeito a todos os seres humanos como princípio”, disse trecho da nota, assinada pelo secretário especial de Direitos Humanos, Rogério Sottili.

Foto: reprodução