Polícia prende mulher acusada de envenar ex-namorado com chumbinho

Divulgação/Ascom Polícia Civil
Divulgação/Ascom Polícia Civil

A agente de portaria Vera Lúcia Almeida Lopes, de 47 anos, que envenenou com chumbinho o namorado e colega de profissão Alexsandro Ferreira Brito, 43, foi presa, na tarde de segunda-feira (11), por investigadores da 3ª Delegacia de Homicídios (DH/BTS), depois de receber alta médica do Hospital Alayde Costa, no Alto da Teresinha.

Conduzida ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Vera Lúcia disse à delegada Cristiane Oliveira, da 3ª DH/BTS, que colocou o chumbinho em duas garrafas de refrigerante e em uma de água, na geladeira, para consumo próprio, pois queria se matar depois do rompimento da relação com Alexsandro.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Vera Lúcia morava com uma irmã na Rua 21 de Setembro, no bairro Jardim Cruzeiro e se relacionava com o também agente de portaria há apenas três meses. Alexsandro não tinha uma boa relação com a cunhada e já haviam discutido várias vezes, o que motivou o homem a terminar o relacionamento com Vera Lúcia.

Inconformada com o fim da relação, Vera Lúcia resolveu beber a água envenenada, alegando não saber que Alexsandro também já tinha bebido. Ela disse que começou a passar mal na madrugada de domingo (10), momentos depois de ingerir o veneno. Disse que chegou a pedir ajuda ao namorado, que morreu no início da manhã daquele dia, na casa de Vera Lúcia.

A agente de portaria foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel Urgência (SAMU) para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), da San Martins, sendo transferida para o Hospital Alayde Costa, no Subúrbio. Vera Lúcia já havia tentado contra a vida outras vezes. Autuada por homicídio, foi encaminhada ao Núcleo de Prisão em Flagrante (NPF), na Avenida ACM.

Fonte: Polícia Civil