Presa, professora que fez sexo com alunos se defende: “Melhorei as notas deles”

66poec8z88_6ol9mu4unc_fileA professora de Inglês Brianne Altice, de 37 anos, foi condenada a 30 anos por ter feito sexo com três estudantes, com idades entre 16 e 17. Brianne trabalhava na Davis School District, de Kaysville, no estado de Utah (EUA).

Ao saber que os pais de outro adolescente com quem ela saiu iriam processá-la, Brianne decidiu escrever, na penitenciária, uma carta endereçada a eles. No texto, Brianne admite que errou e violou leis, e deu estranhas explicações para os episódios que a levaram a ficar atrás das grades.

Na carta de duas páginas, Brianne, que foi acusada de sair com outros 11 garotos, se defendeu dizendo que não “atacava” os alunos e que vivia dando em cima deles.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Negou que usasse roupas provocantes para atrai-los. E disse: “São garotos carentes, com relações afetivas ruins em casa” .

— Eu os ajudei, na verdade. E até melhorei as notas deles. Não tive intenção de prejudicar ninguém. Nem fui maliciosa  .

E completou, sem papas na língua: “A culpa por ter saído com os alunos é dos pais, não minha. Eles não tiveram educação adequada nem pareciam tão felizes assim com a família”. Os nomes dos pais e dos alunos foram mantidos em segredo de Justiça.

Do R7