DEM entra com mandado no STF contra ‘balcão de negócios’ do governo

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

A liderança do Democratas na Câmara dos Deputados, Pauderney Avelino (AM), e no Senado, Ronaldo Caiado (GO), entraram com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir um “balcão de negócios” do governo.

Os parlamentares sustentam que a modalidade foi aberta numa tentativa de o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) impedir o processo de impeachment. “Não se pode permitir que o governo desobedeça mais esse preceito constitucional em sua tática desesperada de manter-se no poder”, disse Avelino, citando a distribuição de emendas parlamentares como barganha.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Mesmo depois de ter cortado bilhões de áreas como Educação e Saúde, pretende agora liberar R$ 6 bilhões por meio de emendas direcionadas a quem defender a presidente do impeachment”, acrescentou.