Ministro do STF classifica divulgação de grampos telefônicos como ‘condenável’

913893-tse_ministro%20marco%20aur%C3%A9lio_balan%C3%A7o_1391O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello disse nesta segunda-feira (4) que considera a divulgação de interceptações telefônicas condenável. Em entrevista ao programa ‘Roda Viva’, da TV Cultura, ele não se referiu especificamente ao caso envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas criticou a divulgação de conversas gravadas pela Operação Lava Jato.

“A divulgação é condenável a todos os títulos, já que temos uma legislação que impõe sigilo, e houve divulgação do objeto da interceptação telefônica. Agora, o conteúdo também é algo super desagradável, para dizer o mínimo”, afirmou.

No dia 16 de março, o juiz federal Sergio Moro divulgou os áudios dos grampos telefônicos em Lula. Em uma das ligações, ele conversa com a presidente Dilma Rousseff. No entanto, esta gravação foi feita quase duas horas depois de o juiz mandar a Polícia Federal interromper as interceptações.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Durante a entrevista, o ministro do STF evitou criticar diretamente Moro. “Eu não critiquei o colega Sérgio Moro. […] Eu fiz foi uma colocação. Ou seja, houve uma divulgação frontalmente contrária à lei. A minha colocação é uma colocação científica”, disse.