Procurador de caso Victor Ramos aguarda documentos da FBF; decisão sai na sexta

Vitor-RamosHélio Menezes, subprocurador do TJD-BA e responsável por analisar a queixa feita pelo Flamengo de Guanambi da suposta escalação irregular do zagueiro Victor Ramos, do Vitória, aguarda a chegada de alguns documentos por parte da Federação Bahiana de Futebol (FBF) para se posicionar sobre o caso.

“Solicitei esclarecimentos à FBF, que os encaminhará amanhã, quando então me posicionarei. Espero ter esse assunto resolvido na tarde de amanhã”, disse Menezes, em entrevista ao Bahia Notícias.

A diretoria da equipe do interior sustenta a tese que a transferência de Victor Ramos foi internacional, já que o jogador foi cedido por empréstimo pelo Monterrey. E por isso, para o atleta ganhar condições de jogo, teria que ser regularizado no Boletim Informativo Diário da CBF até o dia 16 de março.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

No entanto, VR3 só apareceu no BID dois dias depois. O Vitoria, que conta com o aval da CBF e FBF, garante que a transação foi nacional, já que o ITC (Certificado de Transferência Internacional) não saiu do Brasil, após o término do empréstimo do defensor com o Palmeiras no fim do ano passado.

As informações são do Bahia Notícias