Após matar paciente com um soco, médico é condenado a 9 anos de prisão

001 (3)O médico preso por matar um paciente com um soco em um hospital na Rússia foi condenado a 9 anos de prisão. Segundo nota publicada no Correio, no julgamento, ele pediu ao tribunal para ser castigado com todo o rigor da lei, de acordo com a imprensa local. O caso chocou a Rússia.

Ainda conforme a publicação, o médico terá de cumprir a pena em um presídio de segurança máxima. O caso aconteceu no dia 29 de dezembro do ano passado, mas só foi divulgado em janeiro deste ano.

Nas imagens, Ilya Zelendinov aparece nocauteando Yevgeny Bakhtin, de 56 anos, que cai desacordado na mesma hora. Em seguida, o médico começa a discutir com um outro homem, que não foi identificado e tentou conter a confusão.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O russo teria agredido o paciente porque ele estaria perturbando as enfermeiras do local, disse o jornal britânico Daily Mail. Ao cair no chão, Yevgeny bateu a cabeça no chão e sofreu um traumatismo craniano que causou danos cerebrais.

Ao perceber que o paciente estava desacordado, Zelendinov grita por ajuda para socorrê-lo. O médico foi demitido e cumpre prisão domiciliar.