NYT considera nomeação de Lula para Casa Civil de ‘ridícula’ devido à crise política

Foto: Roberto Stuckert Filho / PR
Foto: Roberto Stuckert Filho / PR

O jornal norte-americano “The New York Times” afirmou em editorial que a presidente Dilma Rousseff (PT) “surpreendentemente, parece ter achado que tinha capital político de sobra” quando indicou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil, informou texto da Folha. A afirmação foi dita na edição desta sexta-feira (18).

Para o diário estadunidense, a nomeação de Lula para ser negociador no momento de turbulência em que passa o país seria algo “ridículo”. O jornal considera que a indicação do ex-presidente cria outra crise “de confiança em seu próprio julgamento”.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O texto negativo do jornal ainda afirma que Lula e Dilma querem retardar o máximo possível o dia de julgamento de Lula “dando a ele as proteções da Justiça a que membros do governo têm direito”.

” Na noite desta sexta-feira (18), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes manteve a suspensão (ver aqui) da nomeação de Lula para Casa Civil e devolveu o processo para o juiz de primeira instância Sérgio Moro, acusado pelos petistas de perseguir o ex-presidente.