Com gritos de guerra, parlamentares pedem a renúncia de Dilma em sessão

Da Agência Câmara

ecad5hlqzonk4oloorleo9xl9Políticos interromperam sessão extraordinária no Plenário da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (16) para pedir a renúncia da presidente Dilma Rousseff, após a divulgação de uma conversa por telefone entre os dois, no qual tratam da nomeação de Lula para a Casa Civil e de possíveis tentativas de influência em decisões de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Devido à falta de condições para o prosseguimento da sessão, o 1º secretário da Mesa, deputado Beto Mansur (PRB-SP), encerrou a sessão do Plenário da Câmara, para qual estava pautada a Medida Provisória 698/15, que viabiliza a concessão de garantia em operações de financiamento do programa Minha Casa, Minha Vida cujas prestações são parcialmente custeadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Deputados da oposição gritavam no Plenário “renúncia, Dilma” após a publicação de áudio de conversa entre a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, no qual tratam da nomeação de Lula para a Casa Civil e de possíveis tentativas de influência na em decisões de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O áudio da conversa desta quarta-feira foi liberado pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato e que autorizou o grampo por parte da Polícia Federal.

X