20 dias de trabalho: Força-tarefa cava 19 metros para retirar idoso de cisterna em Rio Real

img_8643
Foto: Divulgação / Corpo de Bombeiros-BA

Os trabalhos de resgate do idoso que caiu em uma cisterna no dia 20 de janeiro em Rio Real, agreste baiano, já alcançaram 19 metros de profundidade após 20 dias de perfuração.

José Alves da Cruz, de 77 anos, está preso no buraco que tem 25 m de profundidade. Iniciada no dia 18 de fevereiro, a força-tarefa é feita de forma minuciosa, como informou o Corpo de Bombeiros ao G1.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O trabalho requer cuidado para evitar acidentes, a exemplo de deslizamento de terra sobre os trabalhadores que realizam a escavação. Até o momento, já foram colocados 43 anéis de sustentação (estruturas metálicas) para evitar que a terra desmorone no buraco.

Equipamentos da Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) também dão apoio aos trabalhos de escavação. No local, foi instalada uma lona para impedir que a chuva interfira nas buscas pelo idoso.