Cidades baianas acionam IBGE na Justiça após redução de fundo de municípios

IMAGEM_NOTICIA_5 (8)As cidades de Maracás, no Vale do Jiquiriça; Caém, no Piemonte da Diamantina; e Caatiba, no Médio Sudoeste, movem ações na Justiça Federal em que questionam o IBGE sobre dados de população.

Por conta da redução populacional, elas perderam recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e acumulam problemas na realização de serviços essenciais, como educação e saúde.

As cidades citadas ao lado de Jucuruçu, no extremo sul, e Jitaúna, no Médio Rio de Contas, apresentaram perdas nos primeiros meses deste ano. Segundo o A Tarde, o fato levou à queda de cerca de R$ 300 mil por mês dos repasses do governo federal para Maracás, Caém, Caatiba, Jucuruçu e Jitaúna. O valor repassado do FPM segue o índice per capita (para cada pessoa), por isso a interferência na redução de valores.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Foto: Reprodução

X